O Outono chegou e, com ele, também chega uma nova safra de verduras, legumes e frutas - aliás, a estação é considerada a das frutas, devido à grande variedade encontrada nesta época.

Como forma de garantir a qualidade e o sabor do alimento, procure comprar frutas da estação e, de preferência, que sejam produzidas na região. Frutas transportadas de muito longe em geral foram colhidas verdes, a fim de sobreviver à viagem, e nunca serão tão gostosas quanto aquelas colhidas frescas e na estação.

E para ajudar na hora da compra e também na decisão de como preparar a sua fruta preferida, listamos algumas informações de algumas frutas típicas desta época do ano. 

Figo 

 

Além de ser fonte de zinco e fibras, o figo é um forte antioxidante, capaz de neutralizar os radicais livres presentes no organismo. Pode ser consumido in natura ou utilizado no preparo de caldas, doces ou saladas. Assados com um pouco de canela e mel e acompanhados de creme ou iogurte, os figos tornam-se uma sobremesa simples, porém, estilosa. 

Compra: devem estar perfeitos, sem machucados, ser pesados e ceder a uma leve pressão. O aroma deve ser delicado. Algumas gotas de suco açucarado em volta do caule indicam que estão maduros. 

Combina com: carne defumada, iogurte, queijos, frutas, nozes, anis e vinhos fortificados.   

Abacate

O abacate contém gordura monoinsaturada (do tipo bom), a mesma encontrada no azeite e apontada como benéfica para a saúde cardiovascular. Ele também é fonte de zinco, selênio e vitamina E, que combate os radicais livres presentes no organismo. 

O abacate fica melhor se consumido fresco, embora também possa ser assado ou cozido numa sopa. Fatiado e temperado com sal, pimenta do reino e limão é perfeito para compor um sanduíche ou saladas. Amassado com açúcar pode ser transformado em purê ou sorvete. 

Compra: como o abacate amadurece depois de colhido, compre ainda firme e deixe amadurecer em casa. Se preferir comprar maduro, basta pressionar delicadamente junto ao talo e verificar se cede um pouco. 

Combina com: presunto cru, carne seca, camarão, tomate, limão, manga, abacaxi, açúcar e vinagre balsâmico.  

Coco 

O Brasil é um grande importador e consumidor de coco. Sobremesas tradicionais do país, como o quindim e a cocada, são preparadas tendo como ingrediente principal essa fruta de origem asiática. 

Fonte de gordura monoinsaturada e um tipo de gordura chamado triglicerídio, que foi o nutriente responsável pelo grande sucesso do óleo de coco. Outros nutrientes importantes da fruta são potássio e magnésio. Só não abuse, pois, o coco não é inocente quando o assunto são calorias. 

Pedaços de coco fresco podem se tornar um bom lanche. Pode ser ralado e adicionado à cereais e saladas, utilizado no preparo bolos, pudins, sorvetes e várias outras sobremesas. 

Compra: escolha um coco que pareça pesado para o tamanho. Para verificar se está fresco, segure-o junto ao ouvido e sacuda: pode-se ouvir a água se mexendo dentro dele. Sem água, o coco fica rançoso. A concha fibrosa deve estar seca e sem rachaduras, umidade ou mofo, sobretudo em torno dos ‘furinhos’. 

Combina com: frango, mariscos, iogurte, pimentas, arroz, banana, frutas cítricas e tropicais, cerejas, baunilha e açúcar mascavo.   

Caqui

 

Photo credit: Luiz Fernando Reis MMF via VisualHunt.com / CC BY

Além do consumo in natura, o caqui pode ser usado no preparo de sobremesas, sorvetes, molhos e saladas. Para aproveitar as vitaminas C e E presentes na fruta, recomenda-se a ingestão in natura ou imediata logo após o preparo de sucos. O caqui também contém fibras, que ajudam a regular o funcionamento do intestino.

Compra: escolha caquis de cores vivas, brilhantes e sem defeitos. Devem estar inchados, como se estivessem prestes a estourar e com as folhas intactas.

Combina com: presunto, carnes de porco, limão, iogurte, queijo fresco, nozes, gengibre, canela, noz moscada e mel. 

Goiaba

A cor avermelhada da goiaba denuncia seu alto teor de licopeno, nutriente que muitos acreditam existir apenas no tomate. Na goiaba, a vitamina que ganha destaque é a C. Ideal para ser consumida in natura, saladas, doces, compotas, vitaminas e sorvetes.

A fruta pode ser congelada desde que descascada e em calda. A tradicional sobremesa mineira Romeu e Julieta, de origem colonial e preparada com doce de goiaba e queijo branco fresco, é uma opção rápida e prática que sem dúvida agrada à todos.

Compra: escolha frutas sem defeitos. Quando madura, a goiaba tem aroma floral intenso; firme, deve ceder ligeiramente à pressão delicada.

Combina com: carnes de porco e ave, frutos do mar, cream cheese, maçã, pera, limão, pimentas, gengibre, mel e outras frutas tropicais. 

Maracujá

Também conhecido como granadilla, além de ser fonte de vitamina C, o maracujá apresenta grande quantidade de fibras em sua casca. Para aproveitar a fruta em sua totalidade, uma dica é separar a casca da polpa até que fique bem seca e depois moê-la. Esta farinha pode ser acrescentada ao preparo de vários outros alimentos. Algumas substâncias presentes na fruta também podem promover efeito calmante no organismo. 

O maracujá pode ser consumido fresco em sorvetes, sucos, drinques e molhos. Tudo no interior do maracujá é comestível, desde a aromática e suculenta polpa até as sementinhas que podem ser secas e usadas em saladas. 

Compra: escolha as frutas mais pesadas e evite as mais duras. À medida que amadurece, o maracujá se torna marrom, murcho e aromático. Se, porém, estiver muito enrugado, pode estar ressecado. 

Combina com: atum, salmão, aves, laranja, kiwi, morango, banana, açúcar mascavo e rum.

Tangerina

Mexerica, bergamota, mandarina ou mimosa, são vários os nomes que a tangerina recebe em todo o país. Rica em vitamina C, a tangerina se torna perfeita para a estação que chega pois ajuda na prevenção de gripes e resfriados. Por ser excelente fonte de fibras, o bagaço também deve ser aproveitado. A cor alaranjada mostra ainda que a fruta oferece a vitamina A, o caroteno.

De fácil combinação culinária, a tangerina pode ser consumida in natura, em sucos, molhos, doces, sorvetes e saladas. Assim como a laranja, as raspas da tangerina podem ser utilizadas para incrementar saladas e sorvetes.

Compra: todas as frutas cítricas devem ser perfumadas, firmes e pesadas. Uma casca esponjosa pode indicar a falta de suco ou polpa. A coloração esverdeada não significa que a fruta não esteja madura.

Combina com: mariscos, peixes defumados, aves, presunto, carnes de porco, chicória, aipo, espinafre, amêndoas, chocolate e cravo.